25 de fev de 2014

Veja o Venom GT estabelecer um novo recorde de velocidade a 435,31 km/h

Esportivo americano bateu a marca pertencente ao Bugatti Veyron Super Sport

Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


Dentro do universo dos supercarros, existe um título que serve de alimento para rivalidades e pesquisas intermináveis: o de automóvel de produção mais veloz do mundo. Por "produção", entenda-se que o aspirante que não deve ter recebido preparação específica para bater o recorde, nem ser um protótipo único, e sim algo que pode ser adquirido de fábrica por alguns milhões de dólares por qualquer cliente.


Desde 2010, o título pertence ao Bugatti Veyron Super Sport, que cravou 434,39 km/h na pista de teste de Ehra-Lessien, na Alemanha - outros modelos foram mais velozes, mas não tiveram sua medição homologada pelo Guinness.  O Veyron foi um projeto colossal desenvolvido pelo grupo Volkswagen em busca do automóvel mais complexo, potente, veloz e caro - com preços a partir de 1,5 milhão de euros, estima-se que seu custo da fabricação seja quatro vezes maior!
Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


Do outro lado do Atlântico, no Texas, os americanos da Hennessey decidiram subir no trono de um jeito mais espartano. Utilizando como plataforma o Lotus Exige - um esportivo inglês leve e simples, o oposto do Bugatti - eles modificam toda a mecânica e a estrutura para instalar um V8 de 7,0 litros do Corvette, adicionando não um, mas dois turbocompressores até alcançarem 1.240 cavalos. O torque é igualmente assustador: 159 kgfm, quase três vezes a força de uma Ferrari 458 Italia. E como dá para ver no vídeo abaixo, nada de borboletas no volante: o câmbio é manual de seis marchas.
Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


O Venom GT já havia conquistado no ano passado a melhor marca mundial na aceleração de 0 a 300 km/h, em 13,63 segundos. Faltava, porém, uma pista adequada para tentar estabelecer um novo recorde de velocidade máxima. O Veyron Super Sport conta com Ehra-Lessien, um dos poucos ovais de alta velocidade existentes no mundo - e cujo acesso o grupo VW certamente não daria para um bando de texanos loucos para quebrar seu próprio recorde.

tamanho do texto
A- A+
24/02/2014 - 16h46 - Atualizado em 24/02/2014 - 23h49 - POR Leo Nishihata

Veja o Venom GT estabelecer um novo recorde de velocidade a 435,31 km/h

Esportivo americano bateu a marca pertencente ao Bugatti Veyron Super Sport

Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


Dentro do universo dos supercarros, existe um título que serve de alimento para rivalidades e pesquisas intermináveis: o de automóvel de produção mais veloz do mundo. Por "produção", entenda-se que o aspirante que não deve ter recebido preparação específica para bater o recorde, nem ser um protótipo único, e sim algo que pode ser adquirido de fábrica por alguns milhões de dólares por qualquer cliente.

Desde 2010, o título pertence ao Bugatti Veyron Super Sport, que cravou 434,39 km/h na pista de teste de Ehra-Lessien, na Alemanha - outros modelos foram mais velozes, mas não tiveram sua medição homologada pelo Guinness.  O Veyron foi um projeto colossal desenvolvido pelo grupo Volkswagen em busca do automóvel mais complexo, potente, veloz e caro - com preços a partir de 1,5 milhão de euros, estima-se que seu custo da fabricação seja quatro vezes maior!
Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


Do outro lado do Atlântico, no Texas, os americanos da Hennessey decidiram subir no trono de um jeito mais espartano. Utilizando como plataforma o Lotus Exige - um esportivo inglês leve e simples, o oposto do Bugatti - eles modificam toda a mecânica e a estrutura para instalar um V8 de 7,0 litros do Corvette, adicionando não um, mas dois turbocompressores até alcançarem 1.240 cavalos. O torque é igualmente assustador: 159 kgfm, quase três vezes a força de uma Ferrari 458 Italia. E como dá para ver no vídeo abaixo, nada de borboletas no volante: o câmbio é manual de seis marchas.
Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


O Venom GT já havia conquistado no ano passado a melhor marca mundial na aceleração de 0 a 300 km/h, em 13,63 segundos. Faltava, porém, uma pista adequada para tentar estabelecer um novo recorde de velocidade máxima. O Veyron Super Sport conta com Ehra-Lessien, um dos poucos ovais de alta velocidade existentes no mundo - e cujo acesso o grupo VW certamente não daria para um bando de texanos loucos para quebrar seu próprio recorde.


A Hennessey acabou fazendo um acordo com a NASA para utilizar uma de suas pistas de pouso na Flórida. No último dia 14 de fevereiro, um Venom GT alcançou 435,31 km/h (270,49 milhas por hora na unidade inglesa), pouco mais de um quilômetro mais rápido que os 434,39 km/h do Veyron, e em condições bem mais limitadas. Enquanto a pista de pouso da NASA possui 4.600 metros de comprimento, a pista de Ehra-Lessien é um oval do tipo "reta infinita". A própria Hennessey calcula que, como o Venom GT ainda ganhava velocidade quando teve de frear, ele provavelmente alcançaria os 440 km/h.


Por outro lado, oficialmente ele não deve tirar o Bugatti de seu trono. A organização do Guinness, o livro dos recordes, exige que marcas de velocidade seja estabelecidas a partir da média de duas passagens, uma de ida e outra de volta, para que a influência do vento a favor ou contra seja equalizada. Só que a NASA só permitiu a arrancada do Venom GT em um sentido da pista. Outro complicador: enquanto o Bugatti Veyron já teve mais de 360 unidades produzidas e comercializadas, seu concorrente americano teve até agora apenas 10 encomendas feitas - número insuficiente para ele ser considerado um "carro de produção".
Hennessey Venom GT (Foto: divulgação)


De qualquer maneira, se você ainda sonha em ter um recordista de velocidade na garagem, é bom correr: as últimas 40 unidades do Bugatti Veyron já estão à venda, e a produção do Venom GT não deve passar de 29 exemplares, por um preço na casa de 1 milhão de dólares.

Participe!Votem no Blog do Largartixa no Top Blog 2013. Deixe aqui seu comentário. Muito Obrigado! Disponível no(a):http://gq.globo.com/Motor

Nenhum comentário: