11/04/2012

Dez grandes exemplos da fórmula: carro pequeno + motorzão = diversão



Motorzões são fantásticos. Motorzões em carros pequenos e leves são ainda melhores. Pra quê lutar com a inércia se ela não aparece para a briga? Estes são dez exemplos de muito motor para o mínimo de carro.

E como uma diversão acadêmica – e um agrado para geeks, viciados em Excel e no XKCD – incluímos uma conta de potência por peso, calculada como quilogramas-por-cv. Como referência, um Corvette ZR1 tem um relação peso-potência de cerca de 2,36 (1.526 kg e 646 cavalos).

AC/Shelby 427 Cobra


Peso/potência: 1,74 kg/cv, relação que pode despencar com indução forçada.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? O precursor da potência monstro em uma carcaça pequena, o Cobra ainda hoje é a definição de um esportivo puro: uma máquina com nada que não sirva para ir mais rápido. Miatas preparados ainda se curvam perante ao patriarca da tribo. Kits de Cobras oferecem uma liberdade ilimitada para a potência que você desejar.

Tramontana R


Peso/potência: 1,73 kg/cv.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? O speedster espanhol recebem mais atenção pelo seu visual desengonçado do que por qualquer outra coisa, mas seu motor não fica devendo nada. Um V12 biturbo lhe dá a potência necessária para que ninguém consiga ver seus atributos estéticos. Supere a questão visual (ou melhor ainda, acomode-se ao volante para não lembrar disso) e curta o potencial para transformar bellas macchinas italianas em uma simples refeição.

Radical SR8


Peso/potência: 1,45 kg/cv.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? É o mais perto que você vai chegar de um bólido para as ruas (dependendo da legislação local). Qualquer Radical é brutal e emocionante, sem um pingo de praticidade. Pegue o SR8 que sai equipado com um V8 e sinta na pele como se comporta um esporte-protótipo.

Hennessey Venom


Peso/potência: 0,89 kg/cv.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? Abra um Lotus Exige. Instale um small-block Chevy LS biturbo, capaz de algo na casa dos 1.200 cavalos. Veja os donos de Bugatti Veyron lembrarem que tem “algo importante” a fazer. Basicamente a mesma ideia por trás do Cobra, mas com cinquenta anos de evolução tanto na plataforma quanto no motor.

Caparo T1


Peso/potência: 0,78 kg/cv.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? O importante no T1 é mais o controle que a velocidade final, mas isso não significa que ele fica para trás quando exigido. O peso/potência é muito mais do que instalar o maior motor no menor carro; e o T1 prova isso com um conjunto equilibrado e completo.

Roadsters T


Peso/potência: varia conforme o exemplar e o saldo bancário do dono.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? O Bigode definiu o meio de transporte básico: motor, rodas, bancos, um pouco de metal para separar o que está dentro do que está fora e só. Tudo isso o torna uma plataforma perfeita para um motor gigante. Enquanto você conseguir reforçá-lo para que o chassi não vire um espaguete, o céu é o limite.

Caterham Levante


Peso/potência: 0,92 kg/cv
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? Qualquer Lotus/Caterham Seven já é um exercício de minimalismo. Os oito carros construídos com a ajuda da RS Performance levam o conceito a outro patamar, usando um V8 2.4 com supercharger no lugar do quatro cilindros Ford. Só não se esqueça das aulas de pilotagem e um upgrade no seguro de vida antes de colocar o capacete.

Benetton B186


Peso/potência: perto de 0,44 kg/cv ajustado para classificação.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? Considerando a tendência da FIA de mudar as regras, é provável que nunca mais veremos potências na Fórmula 1 equivalentes às dos turbinados da década de 1980, nos quais uma casa decimal extra surgia na hora de compor o grid. Reza a lenda que o quatro cilindros da BMW no Benetton chegava a 1.400 no sábado – com um litro e meio de deslocamento.

Dragster Top Fuel


Peso/potência: alguns arriscam valores na casa dos 0,11 kg/cv.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? Dragsters modernos estão entre os veículos de competição mais incríveis já criados. Não passam de uma estrutura tubular com painéis de fibra de carbono e um banco, uma gaiolinha à frente dos motores mais insanos que se tem notícia – um bloco monstruoso de alumínio cheio de ar e coisas que explodem para produzir até 10.000 cavalos.

O banco de bar equipado com um V8


Peso/potência: só depende do motor que você escolher para se sentar.
Por que é o carro para quem só quer saber de acelerar? Um dos maiores exemplos da capacidade humana de criar, surpreender e, por que não, fazer algo bizarro, corridas de “bancos de bar” é a expressão máxima do automobilismo de baixo custo. Combinar um banco motorizado com um V8 é a evolução natural. Sim, funciona, sim, parece até possível de controlar. Sim, a ideia provavelmente foi fomentada (fermentada?) em um bar, o que explica muita coisa. Até os wheelies.

Fonte: jalopnik
Disponível no(a): http://www.jalopnik.com.br
Comente está postagem.

Nenhum comentário: